O setor madeireiro sempre foi destaque na movimentação econômica na região serrana, influenciando também no fortalecimento a nível estadual e nacional

O Sindicato das Indústrias de Serrarias, Carpintarias e Tanoarias de Lages – Sindimadeira empossou, na noite desta quinta-feira (28 de outubro), a nova diretoria, ficando à frente da entidade Paulo Cesar da Costa, o Costinha. Assume como Vice-presidente, Edelmar José Thomazi, o Secretário é Humberto W. Schmitt Branco e o Tesoureiro, Airton José Seminotti Junior. A solenidade contou com a presença de autoridades e convidados, e foi realizada no Centro de Eventos Estação.

A nomeação terá vigência pelos próximos três anos. Na última gestão, 2016/2019, Costinha era vice-presidente e atuou ao lado de José César Feldhaus, que passa o cargo máximo da entidade ao seu sucessor. “O setor madeireiro sempre teve destaque em nosso Município, e o sindicato tem grande participação para que o crescimento seja contínuo e a classe se mantenha fortalecida. Temos grandes empresas do ramo se instalando, a exemplo da Berneck, trazendo prosperidade e contribuindo para o nosso desenvolvimento”, lembra o prefeito Antonio Ceron.

O Sindicato disponibiliza aos seus associados e demais investidores do segmento florestal, vários serviços de apoio, como orientações nas áreas de plantio, tratos culturais, poda, desbaste e colheita;  inventário florestal georeferenciado; orientação de manejo integrado de pragas; licenciamento ambiental (madeireira e reflorestamento); avaliações;  Programa de Gerenciamento dos Resíduos Sólidos Industriais; Cadastro Ambiental Rural – CAR, entre outros.

Costinha destaca que, durante sua gestão, haverá grandes desafios pela frente, principalmente quanto à legislação em que algumas verbas que antes eram arrecadadas já não são mais compulsórias. Segundo o novo presidente, na atuação do sindicato, três vertentes ganham peso. A primeira é fortalecer a união da classe e buscar a troca de experiências e sinergia, trazendo também a tecnologia como aliada nas produções. A segunda é manter a representatividade, buscando discutir os interesses do setor junto à comunidade e órgãos competentes. O terceiro vetor são as negociações com a classe laboral. “Vamos trabalhar com responsabilidade e gestão compartilhada, buscando novas tecnologias, inovação e serviços”, afirma.

Exploração madeireira na Serra Catarinense

O setor sempre foi destaque na movimentação econômica na região serrana, influenciando também no fortalecimento a nível estadual e nacional. A exploração madeireira se expandiu na Serra Catarinense na mesma época em que a pecuária também era muito forte, assim como iniciou a extração da araucária.

Depois do extrativismo, se viu um crescimento na plantação de pinus, tornando-se a maior reserva em toda região e atraindo grandes empresas como a Klabin.

Ao longo do tempo este crescimento aconteceu de forma mais enriquecida, com empresas no ramo da madeira engenheirada se instalando na região, trazendo tecnologia de ponta e transformando-se em potências econômicas.

Lages está entrando no terceiro ciclo da madeira, atualmente um dos setores que mais crescem e contribuem para o aquecimento da economia do município. Segundo o Sebrae, o retorno de ICMS ( Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) contribui anualmente com R$ 90 milhões.

Uma vida ligada ao setor madeireiro

Paulo Cesar da Costa é lageano, empresário vinculado ao setor madeireiro e florestal, e tem atuação em conselhos de administração tanto em empresas públicas quanto privadas. Quando foi presidente da SC Participações e Parcerias (SC Par), onde atuou por sete anos, liderou o processo em que o Estado assumiu a administração do Porto de Imbituba em 2012. Em cinco anos, o porto teve crescimento exponencial na movimentação de cargas.

Como empresário do setor privado, Costinha lidera ou é conselheiro do Condomínio Florestal Espigão, da International Lumber Service, da Blue Forest, Ekomposit, OFLumber Sales, Porto de Imbituba, Midilages, Sesi, Sapiens Park, vice-presidente do Banco da Família e membro do conselho superior da Associação Empresarial de Lages (Acil).

É conselheiro da Blue Forest Comercial Exportadora e Importadora Ltda, que atua no ramo de madeiras serradas e beneficiadas desde 2007. A empresa está situada em Lages, de onde escoa sua produção para os portos de Imbituba, Itajaí e Navegantes.

Na vida pública, foi secretário-executivo de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, secretário de Assuntos Estratégicos e presidente da SC Parcerias. O empresário tem 61 anos, é casado e tem uma filha. A vida pública de Costinha começou em 1983, quando se elegeu vereador em Lages. Presidiu a Câmara Municipal e também esteve à frente da prefeitura de Lages em dezembro de 1992.

Costinha se formou em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas (SP), com aperfeiçoamento na área de finanças empresariais. Fez cursos de aperfeiçoamento na área de Mercado Internacional com destaque para Strategic Finance (Universidade de Berkeley – EUA) e Globalizing the Brazilian Corporation in the 21st Century IMD International (Lausanne – Suíça).

Texto: Aline Tives

Fotos: Nilton Wolff/Catarinas Comunicação

Previsão do Tempo

                                

Contato


captcha
Powered by BreezingForms

Localização


Rua Nossa Senhora dos Prazeres, 102 - Centro ⁞ Lages/SC ⁞ CEP: 88502-230 ⁞ Fone: (49)3222-3747 / (49) 8828-4798